Quais são os impostos pagos por dentistas?

Empreender no Brasil não é uma tarefa fácil, nós sabemos. Embora a abertura de empresas tenha sido otimizada nos últimos anos, facilitando a vida de quem deseja ter seu próprio negócio no setor odontológico, ainda há um monstro que apavora muita gente: o pagamento de impostos. 

Segundo dados divulgados no último ano pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o país já é o segundo colocado na lista com maiores cargas tributárias no mundo, algo em torno de 34%.  

Logo, é hora de entendermos melhor quais são os impostos pagos por dentistas, levando em consideração tanto sua atuação quanto seu enquadramento tributário. Você já trabalha na área ou está prestes a se formar? Então, fique com a gente até o final deste conteúdo e descubra informações importantes para o seu negócio.  

Modelos de atuação na área odontológica

Já formado, um dentista pode escolher o modo como deseja atuar em sua área. Ou seja, se quer prestar serviços de forma autônoma, como empregado (com carteira de trabalho assinada) ou abrindo o próprio negócio.  

Certo, mas, o tema deste conteúdo não eram impostos?  

Sim e, acredite, uma coisa está diretamente ligada à outra. Isso porque, seu modo de trabalho pode definir seu enquadramento tributário, o que afeta diretamente a quantidade de impostos pagas por você durante o exercício da profissão.  

Vamos descobrir, na sequência, as opções de atuação de um dentista. Fique de olho! 

Dentista Pessoa Física (PF)

Neste caso, o profissional pode atuar como autônomo ou CLT. O pagamento de impostos é realizado mensalmente através do Carnê Leão (ou, recolhimento do Imposto de Renda) e do INSS Autônomo (contribuinte individual). 

Dentista Pessoa Jurídica (PJ)

Para os profissionais que decidem abrir seu próprio negócio, o cálculo de impostos é feito com base no regime tributário escolhido na hora de dar entrada no CNPJ da empresa.  

Conheça os impostos pagos por dentistas autônomos 

No geral, não é difícil compreender a tributação para dentistas que trabalham de forma autônoma. Usamos para isso a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Observe: 

Para que fique ainda mais claro, vamos a um exemplo simples: digamos que um determinado dentista fature mensalmente R$ 12.000,00. Sua alíquota de INSS será de 20% sobre todo o seu rendimento, o que dará R$ 2.400,00.  

No entanto, precisamos lembrar que o INSS possui um teto. Ou seja, o valor máximo pago é de R$ 1.286,71.  

Assim, nosso cálculo de impostos pagos por dentistas autônomos fica da seguinte maneira: 

Neste caso, o pagamento será de: 

  • INSS: R$ 1.286,71; 
  • IR: R$ 2.076,79. 

Entretanto, ainda temos o cálculo do ISS (Imposto Sobre Serviços) para realizar. Aqui, a alíquota gira em torno de 2% a 5% sobre todo serviço prestado. Se ficarmos com o menor valor, por exemplo, o pagamento será de R$ 240,00. No caso do maior, R$ 600,00. 

Conheça os impostos pagos por dentistas PJ 

Como mencionamos anteriormente, os dentistas que optam por abrir uma empresa precisam, antes de qualquer coisa, decidir seu regime tributário. Abaixo, você verá um pouco sobre cada um deles: 

Lucro Presumido

Ao selecionar o regime de Lucro Presumido, o profissional da área odontológica é tributado com uma alíquota que varia entre 13,33% e 16,33%, dependendo do município onde este se encontra. 

Assim, se seus rendimentos forem de R$ 12.000,00 mensais, por exemplo, o valor final ficará entre R$ 1.599,60 e R$ 1.959,60. 

Uma mudança bastante interessante quanto ao Lucro Presumido é que, ao optar por tal regime, o empresário pagará um valor de 11% de INSS sobre o pró-labore. Ou seja, sobre a sua retirada de dinheiro em forma de salário. 

No entanto, é preciso ficar atento, pois existe um teto para esta contribuição no valor de R$ 6.433,57. 

Logo, se colocarmos na ponta do lápis, veremos que a tributação para estes profissionais fica bem abaixo do que é pago por quem é autônomo (na dúvida, converse sobre isso com seu contador, ok?) 

Lucro Real

Citaremos o Lucro Real neste conteúdo apenas como exemplo. Afinal, ele costuma ser desconsiderado pelos profissionais de odontologia. O motivo? Sua tributação é realizada sobre o lucro líquido da empresa, o que não costuma ser vantajoso em boa parte dos casos. 

Neste caso, os impostos são pagos de forma individual, sendo eles: 

  • ISS: Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza; 
  • IRPJ: Imposto de Renda Pessoa Jurídica; 
  • CSLL: Contribuição Social sobre Lucro Líquido; 
  • PIS: Programa de Integração Social; 
  • COFINS: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social. 

Simples Nacional

Por último, mas não menos importante, temos o Simples Nacional, contendo alíquotas que começam em 6% sobre o faturamento mensal da empresa. Neste regime tributário, o cálculo para pagamento de impostos pode ocorrer de duas maneiras (para profissionais que lucram até R$ 180.000,00 anuais): 

  • Alíquota de 6%: dentista com funcionários e com folha salarial superior a 28% do faturamento; 
  • Alíquota de 15,5%: dentistas sem funcionários ou com folha salarial inferior a 28% do faturamento. 

Resumindo

Deste modo, entendemos que os impostos pagos por dentistas autônomos são:  

  • IR de até 27,5% dos rendimentos; 
  • INSS com alíquota de 20% sobre os serviços prestados; 
  • ISS com alíquota entre 2% e 5% sobre os serviços prestados. 

Ao passo que dentistas que atuam como PJ pagam: 

  • Impostos entre 6% e 19,5% do faturamento; 
  • INSS com alíquota de 11% sobre o pró-labore
  • ISS, já incluso no Simples Nacional. 

Estou confuso com relação aos impostos. O que posso fazer?

Se você já atua na área odontológica ou se está apenas começando sua jornada, saiba que ter uma contabilidade especializada para lhe ajudar é sempre a melhor escolha. Entre as vantagens de poder contar com estes profissionais estão: 

  • Orientação e assessoria na hora de abrir uma empresa e de optar pelo melhor regime tributário; 
  • Regularização de pendências com o fisco; 
  • Orientação para contratação de funcionários; 
  • Cálculo de pró-labore; 
  • Emissão de relatórios e demonstrativos contábeis. 

Por isso, entre em contato hoje mesmo com a Escritax e tenha mais tempo para investir no seu negócio! Aproveite também e acesse nosso blog. Por lá você encontra matérias exclusivas, com dicas e informações de extrema importância para quem deseja empreender e conhecer mais sobre contabilidade e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima